REDE IDEB BRASIL
    Comentários com:
    'idebTema: desinteresse dos alunos e/ou desrespeito ao professor'

    Se desejar acrescentar um comentário coloque seu número INEP e sua senha original
    (se esqueceu a senha coloque seu número INEP e marque aqui: )

    E: OU:


  1. BA:
    "estamos fazendo o melhor com o pior que nós temos". (mário sérgio cortella)

    com o ideb alcançado estamos entre as 20 melhores colocadas do universo de pouco mais de trezentas escolas da rede escolar
    e da jurisdição do nosso núcleo regional da educação - 22 polo jequié, estamos entre as cinco do total de 16 escolas.

    esperamos alcançar no próximo ideb a meta estabelecida para 2019.

    nossa proficiência, no entanto, está parelha com o ideb 4.7 do cepm de jequié.

    você já fez o ranking? acompanhamos todas as avaliações do ensino fundamental e médio. infelizmente a sec não faz mais o
    avalie que acompanhávamos a proficiência do ensino médio e o enem com essa formatação de dois dias os alunos que não conseguem um bom desempenho desistem de comparecerem no segundo dia e então a participação da escola não entra nos critérios do mec. quando era em apenas um dia, mantivemos um bom desempenho entre as escolas. normalmente entre os dez primeiros colocados.

    cláudio silva coutinho
    diretor

  2. ES:
    para melhoria do ideb da escola é feito uma apresentação para a comunidade escolar e trabalha-se o necessário, porém apesar dos alunos deixarem deixarem registros de amam a escola e tem um bom relacionamento entre eles o interesse pelo estudo é médio; para se dar treinamento para os professores, o pedagogo também deverá ser treinado para acompanhar as atividades e o resultado; todos os professores dessa escola são contratados por designação temporária e mesmo com todo esforço individual e coletivo todo final de ano gera muita insatisfação e insegurança, pois não sabem se serão contratados no próximo ano; a política educacional na prática não está sendo valorizada, é apenas um instrumento de propagandeada política partidária; esta escola é de tempo integral, agrícola, rural, estadual, porém o governo estadual não a trata como tal; quanto ao uso da internet pelos alunos somente agora no final do ano recebemos recurso para instalação da mesma.

  3. GO:
    olá, boa tarde!!!
    penso eu que o ideb é um traçador de metas para nossa unidade escolar, pois é um raio x de como anda nosso trabalho no dia a dia, por isso, acho muito válido, mais tem algumas questões que nos afeta que não dependem totalmente de nós como: alunos que evadem, que a escola corre atrás e não consegue localizar estes; a falta de acompanhamento dos pais na vida escolar de seus filhos, o que acarreta nas reprovações.

  4. MG:
    acredito que o primeiro fator que interfere na melhoria do ensino é a falta de estrutura familiar aliada à falta de interesse dos alunos. agora um outro fator a se destacar é falta de valorização profissional. não estou me referindo apenas à questão salarial, mas à falta de apoio por parte da secretaria. quando conseguimos melhorar o resultado do ideb não recebemos nenhum elogio, quando o resultado é ruim não recebemos nenhum apoio. ninguém faz uma análise do resultado da escola, nenhuma sugestão é dada (um trabalho inovador que tenha surtido resultado positivo).

  5. MG:
    a escola não atingiu a meta, mas estamos conscientes de que precisamos melhorar o nosso processo ensino aprendizagem. esperamos com a implementação da "base nacional curricular" proposta pelo mec, melhores resultados, haja visto que seguimos o currículo básico do estado de minas gerais e muitas questões avaliadas no ideb/mec, principalmente em matemática não são priorizadas. levamos mais em consideração as matrizes curriculares do simave/proeb, nosso sistema de avaliação externa. temos ainda problemas com a falta de interesse dos alunos pelos estudos e a falta de perspectiva de futuro dos nossos adolescentes, que a cada dia estão se envolvendo mais com as drogas. a escola precisa acompanhar as transformações ocorridas atualmente para atender aos interesses dos alunos, porém faltam equipamentos e instalações adequadas aos professores para que possam oferecer aos discentes uma educação de qualidade para todos.

  6. MG:
    consideramos que a nota que esta escola alcançou no ideb, tanto nos anos iniciais quanto finais do ensino fundamental, esteve dentro do esperado, pois, desenvolvemos um trabalho consciente e conhecemos muito bem a diversidade de nossa clientela que apresenta, em sua maioria muita dificuldade em aprender e/ou grande desinteresse pelos estudos, pois não vêem a eficiência do aproveitamento do mesmo na sociedade atual.

  7. MS:
    nossa escola está localizada em bairro periférico e por mais que se fale da importância dos resultados das avaliações externas, muitos de nossos alunos não se sentem motivado e incentivados pelos pais para continuar os estudos após o ensino médio. o incentivo que recebem são dos professores e alguns colegas. com isso demora muito eles perceberem e entenderem a importância do ideb e das outras avaliações externas.

  8. MT:
    na questão 13)é não porque a secretaria não faz reunião com as escolas, mal aparece;
    na questão 16) outro - significa uma falta de vontade do educando, que em sua grande maioria não se sente responsável pelo que acontece com a nota do ideb. pior ainda, não entende sua responsabilidade no próprio seu desenvolvimento não entendendo essa necessidade de apreender.

  9. PA:
    todos na escola estão empenhados em melhorar a qualidade do ensino e assim alcançar o ideb desejado. o grande desafio é estimular alunos que não têm perspectiva e tendem a apresentar desinteresse.

  10. PE:

    temos uma escola que goza de um bom conceito em nossa comunidade, devido aos excelentes resultados apresentados no ideb,que nos credenciam como a escola de melhores resultados da cidade, mas deixamos os anos iniciais do ensino fundamental e agora só trabalhamos com os anos finais, um novo desafio com um público diferente vivendo uma fase de adolescência muito difícil e com constante mudança de temperamento.
    nosso maior problema é justamente essa mudança de comportamento e a falta de interesse e de perspectivas que a nossa juventude apresenta.
    temos procurado fazer um trabalho de qualidade para contribuir no crescimento de nossos jovens.

    ricardo araújo - gestor

  11. RN:
    assumi a gestão da escola esse ano e me entristeceu o resultado do ideb. avaliando a situação constatamos que a falta de interesse dos alunos e da família são fundamentais nesse processo. outro agravante são as políticas públicas que não existem. e hoje o nosso sistema educacional colabora de certo modo para que os alunos não tenho interesse em estudar.mas, mesmo diante das dificuldades, estamos lutando para voltar ao nosso nível anterior no ideb, que era sempre crescente até então.

  12. RO:
    é muito importante a pesquisa sobre o ideb, mais o que ainda mais afeta a escola é a evasão escolar, que sempre são alunos que não querem estudar e no final entra na nota do ideb.

  13. RS:
    a escola superou a meta proposta pelo ideb em 2015 para o ensino fundamental e a tendência para 2016 é de que este índice se mantenha. contudo no ensino médio, embora não haja resultados para 2015, o que se observa é um baixo interesse dos alunos e dos professores. muitos estão descomprometidos com a educação, não têm seriedade em desenvolver seu trabalho, justificando que o governo não lhes valoriza, assim também trabalham pelo que recebem. isso é triste, pois sendo gestora - diretora, percebo isso como um grande desafio a ser trabalhado e superado.

  14. RS:
    muitas vezes o ideb é baixo devido ao aluno que não tem interesse,o professor trabalhar em diversas escolas tendo que manter-se dinâmico,preparar boas aulas, ter auto estima e um salário que não satisfaz as condições minímas de sobrevivência.

  15. RS:
    nossa escola teve o ideb de 4.9, pois a turma que realizou essa avaliação é uma turma diferenciada, com alunos atendidos no aee e outros com bastante dificuldade de aprendizagem. quanto aos equipamentos enfrentamos o problema da quantidade reduzida de computadores atualmente com apenas dez que estão em funcionamento, tornando difícil o trabalho nesse sentido.o ideal seria ampliar esse espaço bem como os equipamentos. outra situação enfrentada é o desinteresse por parte de alguns alunos que embora a escola insista os mesmos continuam sem interesse pelo estudo.

  16. RS:
    os índices de nossa escola baixaram,pois a desestrutura familiar e o descomprometimento de muitas famílias tem sido a causa principal, do pouco interesse de nossos alunos em buscar um futuro melhor para si.as drogas e violência também são grandes causadoras de alunos que evadem, desistindo dos estudos, baixando os índices do ideb. tentamos reverter este quadro com palestras motivacionais e de autoajuda, trazendo exemplos de vida.

  17. RS:
    os alunos de nossa escola possuem pouco intersere em saber como vai seu desempenho na nota do ideb, e para os professores é uma tarefa árdua motivar os alunos para se esforçarem mais.

  18. SC:
    na questão 15 o outro assinalado é que precisa ter interesse e dedicação por parte dos alunos.
    na questão 17 é necessário diferenciar os dois aspectos: por mais dedicação e empenho no trabalho desenvolvido que tivemos, os resultados (ideb) precisam melhorar.

  19. SC:
    o ideb é um índice importante, mais que diante do contexto do nosso aluno são os vários os fatores que influenciam nos resultados da escola que são baixos, como por exemplo, a pouca participação dos pais na vida escolar dos filhos, infrequência, a pouca valorização dos estudos, expectativa baixa de inserção no mercado de trabalho, pois temos alguns pais que estão desempregados, vivendo de bicos. laboratórios de diferentes disciplinas auxiliariam em aulas mais diversificadas e atraentes, mas para um professor motivado salário e tempo de planejamento fazem a diferença. um ginásio de esportes motivaria os alunos não apenas nas aulas de educação física, mas na pratica de esportes e uma nova perspectiva de continuarem até mesmo os estudos com bolsas para atletas. os nossos alunos na maioria veem da área de vulnerabilidade social, sendo a escola um dos espaços de referencia e lazer.

  20. SC:
    o ideb da nossa escola é baixo, atribuímos esse resultado a diversos fatores: alta rotatividade dos professores; professores atuam em até três escolas para fechar a carga horária; falta de interesse dos alunos; pais que não acompanham o desempenho dos filhos; falta de equipamentos de informática; famílias que se mudam em qualquer época do ano, não se importando com o estudo dos filhos. alunos que não estudam e tampouco trabalham.

  21. SC:
    o ideb nos dá um norteador de como o ensino da escola se encontra.
    nossa maior dificuldade é a desmotivação dos alunos em relação aos conteúdos programáticos e metodologias de ensino, além da politica de educação se encontrar defasada sem perspectivas na formação de sujeitos preparados para enfrentar os problemas cotidianos.

  22. TO:
    o ideb é uma avaliação necessária para o desenvolvimento da educação. o que está acontecendo é uma grande corrida pelo melhor resultado entre as escolas, redes e secretarias, o que está levando a uma maquiagem muito profunda diante dos resultados apresentados. a realidade é comprovada quando é realizado uma avaliação externa a nível internacional o brasil está aparecendo sempre no fim do rol dos países avaliados. temos que repensar tudo isso, nossos professores hoje já perderam a autoridade em sala de aula, haja vista, os alunos terem aprendido que para passar de ano não precisa fazer nada, pois no fim do ano a aprovação está garantida.


  23. 22/01/2020 23:28:54