REDE IDEB BRASIL
    Comentários com:
    'idebTema: salários, valorização e motivação'

    Se desejar acrescentar um comentário coloque seu número INEP e sua senha original
    (se esqueceu a senha coloque seu número INEP e marque aqui: )

    E: OU:


  1. BA:
    gostaria de receber a nota do ideb todos os anos para saber que patamar estamos. é notório que a valorização dos profissionais da educação é fundamental, percebemos isso durante esses dois anos de trabalho na escola. gostaríamos de ter a garantia de continuar com a mesma equipe de trabalho pois todos são contratados e não tem garantias de continuar.

  2. CE:
    eu coordenadora dessa escola, informo que nossa escola precisa de um apoio maior da sme/mec para que possamos desenvolver melhor as atividades pedagógicas; nossa infra estrutura precisa ser melhorada, os equipamentos mobiliários e informatizados precisam ser adquiridos e inovados.informo ainda que, apesar dessa escola ser localizada em uma área de risco, com foco em usuários de drogas, as crianças em sua maioria são bem assistidas pelos os pais, apesar das condições mínimas de sobrevivência.atualmente nossa escola atende crianças de 2 a 5 anos de idade, portanto não há como avaliar os resultados do ideb. nossa escola é bastante aceita pela comunidade, nós temos profissionais muito dedicados as atividades relevantes ao ensino aprendizagem. os pais lamentam não ofertarmos vagas para fundamental i em seus anos iniciais até 2º ano por exemplo. espero que nessa nova gestão possamos conseguir esse objetivo, pois clientela nós temos.espero que nosso salário melhore, pois ganho menos que um salário mínimo como coordenadora, é absurdo, sou graduada, pós graduada, passei numa seleção através de concurso e não entendo tanto descaso com os profissionais da educação.informo que os recursos são repassados com muita demora pela escola mãe para os anexos, e seus valores não são suficientes para atender a demanda.

  3. CE:


    as políticas públicas devem levar em consideração que aprendizagem requer um ambiente favorável: instalaçoes confortáveis, internet viável, aparelhagem,infraestrutura etcetc. as escolas carecem dessa otimização para elevar a autoestima, sobretudo a dos professores, que já padecem com os baixos salários.
    pdde que não chega... recursos parcos; 0,30 percapita/merenda aluno; projetos/recursos federais suspensos...

    ainda assim, temos avançado no ideb... alcançaríamos a excelência com o exposto acima conquistado.

  4. ES:
    para melhoria do ideb da escola é feito uma apresentação para a comunidade escolar e trabalha-se o necessário, porém apesar dos alunos deixarem deixarem registros de amam a escola e tem um bom relacionamento entre eles o interesse pelo estudo é médio; para se dar treinamento para os professores, o pedagogo também deverá ser treinado para acompanhar as atividades e o resultado; todos os professores dessa escola são contratados por designação temporária e mesmo com todo esforço individual e coletivo todo final de ano gera muita insatisfação e insegurança, pois não sabem se serão contratados no próximo ano; a política educacional na prática não está sendo valorizada, é apenas um instrumento de propagandeada política partidária; esta escola é de tempo integral, agrícola, rural, estadual, porém o governo estadual não a trata como tal; quanto ao uso da internet pelos alunos somente agora no final do ano recebemos recurso para instalação da mesma.

  5. MG:
    acredito que o primeiro fator que interfere na melhoria do ensino é a falta de estrutura familiar aliada à falta de interesse dos alunos. agora um outro fator a se destacar é falta de valorização profissional. não estou me referindo apenas à questão salarial, mas à falta de apoio por parte da secretaria. quando conseguimos melhorar o resultado do ideb não recebemos nenhum elogio, quando o resultado é ruim não recebemos nenhum apoio. ninguém faz uma análise do resultado da escola, nenhuma sugestão é dada (um trabalho inovador que tenha surtido resultado positivo).

  6. MG:
    a escola desde as primeiras avalia��es externas tem obtido resultados muito bons.o ideb 2015 alcan�ou 7.7.a escola n�o apresenta problemas maiores com rela��o � disciplina ,viol�ncia etc.o maior problema da escola � que por estar localizada em �rea que n�o apresenta risco social, nem sempre tem seus resultados reconhecidos, pois acredita-se que os alunos s�o de n�vel econ�mico alto, o que n�o corresponde a realidade atual da escola.o esfor�o, a qualifica��o excelente do corpo docente e o cuidado e compet�ncia dos trabalhadores nem sempre s�o reconhecidos e incentivados.por outro lado o planejamento, a participa��o dos pais,a vontade de fazer bem feito faz toda a diferen�a.enfim a meta � melhorar sempre. pretendemos que as nossas avalia��es tanto internas quanto externas, tenham por finalidade n�o apenas resultados, e sim tamb�m discuss�es sobre o ppp, o planejamento,o diagn�stico das turmas e que contribuam para a real aprendizagem dos estudantes.

  7. MG:
    acredito na educação. podemos ajudar muito mais do que já fazemos. para tanto seria necessário mais seriedade e políticas públicas. outro fator importante são os recursos financeiros, pois necessitamos refazer urgentemente o banheiro dos alunos, pois se encontra extremamente precário.
    apesar de nosso ideb estar além da meta, necessitamos de acompanhamento, ou pelo menos materiais para auxiliar nossos professores, pois apesar de seu profissionalismo, precisam de estímulo e atualização.

  8. MG:
    para alcançar melhores resultados do ideb acredito que seja necessário resolver urgentemente a questões revindicadas pelos profissionais da educação, pois as paralisações afetam imensamente o resultado da escola.

  9. MG:
    a educação e fundamental para um pais, por isso precisamos ser valorizados. acreditamos na educação e fazemos da melhor forma possível. a nota do ideb nos dar suporte para planejamentos.

  10. MT:
    nossa escola vem apresentando grandes avanços no ideb,tudo isso fruto de empenho e dedicação principalmente dos professores do 1º ciclo que dão continuidade de turma com os alunos, os mesmos ficam 3 anos com a mesma turma dando continuidade no processo de alfabetização e o curso do pacto contribuiu significativamente nos avanços da aprendizagem das criança, pois preparou melhor nossos professores. também temos ótimos professores no 2º ciclo, mas ainda temos professores que saíram recentemente da faculdade com pouca didática de ensino. percebemos que na verdade a faculdade em seu currículo não prepara bem os professores é na pratica do dia a dia e através de boa formação continuada que os mesmos se desenvolve. acreditamos que o sucesso e procura grande de vagas na nossa escola se firma com bons professores. a equipe gestora junto com os professores fazem avaliações de acompanhamento e evolução do aprendizado do aluno. o planejamento acontece de forma coletiva e o reforço escolar para os alunos com dificuldades são feitos fielmente semanal pelos professores. ao mesmo tempo também se percebe que a valorização salarial cada ano vem regredindo, sendo cada vez mais menos atrativa a profissão de professor. há muitos anos atrás a profissão era mais respeitada e valorizada pelo governo e sociedade. ainda temos a esperança de um futuro melhor para a educação com valorização e respeito do governo e sociedade pois o educador é o que forma todas as profissões. mesmo diante de momentos tormentosos que nosso pais vem atravessando não podemos desistir e perder nossa fé e esperança de dia melhores. o que mais nos alegra é perceber que ainda diante de tamanhos desafios encontrados na sala de aula podemos contribuir motivando cidadãos com respeito ao próximo e sonhadores para buscar um futuro melhor para si próprio e toda sociedade.

  11. RJ:
    nosso ideb caiu devido esses problema relatados falta de estrutura,pouca participação dos pais e falta de incentivo para os professores como aumento de salário e capacitações.se conseguíssemos melhorar essas questões,acredito que nossos resultados seriam melhores.

  12. RJ:
    o ce fany niskier está inerido em uma comunidade entre a zona urbana e rural.um grande problema é a infrequência dos alunos do enisno médio! isto não consta na pesquisa! a maioria dos professores é bastante comprometida, mas as condições de trabalho poderiam ser melhores. não há espaço para algumas atividade importantes como quadra esportiva, sendo necessário sair do colégio e usar a quadra instalada no bairro, de responsabilidade da prefeitura. nosso laboratório de informática está sucateado e o espaço da sala não é favorável! os baixos salários e a falta de reajuste a quase três anos também compromete a motivação!! as metas do ideb deveriam refletir melhor as peculiaridades de cada realidade.

  13. RS:
    assumimos a direção desta escola em agosto do ano corrente, por isso muitas de nossas respostas nos deixam dúvidas quanto aos percentuais de aproveitamento das taxas do ideb referentes à pesquisa.para os próximos anos temos projetos a serem aplicados que visam buscar um melhor desempenho de nossos alunos.para isso é necessário que sejam oferecidas melhores condições de trabalho com a oferta de material pedagógico e tecnológico por parte do governo, começando pelo pagamento integral e pontual do salário.

  14. RS:
    precisamos melhorar nosso índice no ideb, mas para isso precisamos de melhores políticas para a educação e valorização dos nossos profissionais.

  15. RS:
    a escola superou a meta proposta pelo ideb em 2015 para o ensino fundamental e a tendência para 2016 é de que este índice se mantenha. contudo no ensino médio, embora não haja resultados para 2015, o que se observa é um baixo interesse dos alunos e dos professores. muitos estão descomprometidos com a educação, não têm seriedade em desenvolver seu trabalho, justificando que o governo não lhes valoriza, assim também trabalham pelo que recebem. isso é triste, pois sendo gestora - diretora, percebo isso como um grande desafio a ser trabalhado e superado.

  16. RS:
    infelizmente, a politica de sucateamento da educação está cada vez mais forte, deixando a escola com poucos recursos repassados e professores preocupados com as contas vencendo e salário parcelado. o ideb é importante para saber o diagnóstico da escola, portanto ele é sempre levado em consideração no planejamento pedagógico.

  17. RS:
    acredito que se nós professores tivéssemos melhores salários, condições de trabalho e formação continuada na escola teríamos melhores possibilidades para realizar um processo de ensino-aprendizagem de melhor qualidade e, consequentemente, contribuir para um melhor resultado no ideb.

  18. RS:
    percebo que existe uma contradição entre o incentivo do mec na melhoria do ensino apontado no ideb e as políticas educacionais que vem adotando. se fala em melhoria de ensino, mas não se fala em qualificação e remuneração dos profissionais que trabalham na educação. existe uma política de negligenciamento dos profissionais da educação.

  19. RS:
    para que as metas do ideb sejam atingidas,envolve vários fatores.a participacão das familias,o comprometimento dos professores,juntamente com baixos salários,faz com que muitas vezes os objetivos não são alcançados.mas acredito que devemos acreditar que vale a pena ser professor.

  20. RS:
    pensamos que é muito importante fazer avaliações na escola, porém o resultado do ideb não será satisfatório devido a atual situação da escola pública:falta de investimentos em infraestrutura, formação e valorização dos servidores.

  21. SC:
    o ideb é um índice importante, mais que diante do contexto do nosso aluno são os vários os fatores que influenciam nos resultados da escola que são baixos, como por exemplo, a pouca participação dos pais na vida escolar dos filhos, infrequência, a pouca valorização dos estudos, expectativa baixa de inserção no mercado de trabalho, pois temos alguns pais que estão desempregados, vivendo de bicos. laboratórios de diferentes disciplinas auxiliariam em aulas mais diversificadas e atraentes, mas para um professor motivado salário e tempo de planejamento fazem a diferença. um ginásio de esportes motivaria os alunos não apenas nas aulas de educação física, mas na pratica de esportes e uma nova perspectiva de continuarem até mesmo os estudos com bolsas para atletas. os nossos alunos na maioria veem da área de vulnerabilidade social, sendo a escola um dos espaços de referencia e lazer.

  22. SC:
    são diversos fatores que levam a temos uma ideb abaixo da media.

    - formação deficiente de professores, associado a baixos salários.
    - escola gerenciada por gereds que que na sua grande maioria são políticos sem o minimo conhecimento da realidade de uma sala de aula.
    - total ausência da família, na sua grande maioria desestruturadas e sem comprometimento nenhum com a educação dos filhos.
    - politicas publicas desvinculadas da realidade da sala de aula atual.
    - falta de estrutura física minima para o desenvolvimento de um bom aprendizado (como quadra coberta, sala de informatica com computadores atuais e internet com banda larga)



  23. SC:
    percebe-se que o comprometimento,rotatividade, formação e satisfação dos profissionais da educação afeta diretamente o desempenho e qualidade do ensino. também contribui significativamente na aprendizagem o acompanhamento familiar que os alunos recebem. a escola avalia que a educação integral é bem mais abrangente que os índices que o ideb aponta, podendo, o mesmo, ser aperfeiçoado, considerando as diversas habilidades e saberes.

  24. SC:
    percebe-se que são muitos os entraves para que os resultados educacionais sejam positivos.
    os resultados ruins obtidos no ideb por exemplo, são frutos de uma escola despreparada para receber a demanda de professores desmotivados com seus salários, despreparados em relação as exigências da sociedade atual, da falta de políticas publicas adequadas e da própria ausência da família na escola.

  25. SC:
    prezados senhores desta pesquisa.
    infelizmente
    minha insatisfação pessoal como diretora de escola:
    dimensão administrativa: falta de profissionais

    para atuar na área.
    dimenssão fisica: ambiente acolhedor.
    dimensão financeira: poucos recursos. dimensâo pedagógica:

    falta de compromisso e o descaso dos profissionais da
    educação - falta formação acadêmica destes profissionais
    desde
    a universidade. plano de cargos e salários
    que não contribui com educação de qualidade:1.
    mal remunerados;
    não reconhece o professor
    com habilitação em projetos.
    3. as licenças premios,
    licença saude, licença nojo e atestados médicos implicam na
    organização educacional ,
    bem como no processo ensino
    aprendizagem pois o sistema é demorado na admissão de outro

    professor para atuar na respectiva disciplina. exemplo:
    o professor vai ao médico, este dá um atestado médico com cid,

    o professor
    volta para a escola e apresenta o atestado.
    a assistente de educação marca a perícia e agendado para o dia seguinte.

    da perícia lança no sistema e em cima de liberação é aberta a vaga no sistema.
    dá-se a escolha. se for escolhida ok
    ou quando não for escolhida fica no sistema até um professor escolhe.
    enquanto isso a escola tem que dar suporte.
    isso leva pelo menos de 4 a 5 dias.
    ( ano de 2015,
    842 faltas de professor)como fica o ideb?
    concluindo: falta políticas educacionais que priorizem a educação e professores capacitados e comprometidos
    que realmente atuem de forma diferenciada, intencional e que promova o aluno nas suas aprendizagens,
    tendo como resultado um cidadão consciente, atuante e participativo nas sua ações.
    elma westphal kwitschal - diretora da escola.

  26. SP:
    nossa escola está muito bem no que diz respeito a meta do ideb, apesar de problemas com as instalações, pois não temos quadra de esportes, biblioteca, nenhum laboratório , sala de professores, sala para direção e coordenação. temos apenas o básico e o mais importante - sala de aula e professores responsáveis e dedicados apesar dos baixos salários,


  27. 25/08/2019 16:59:14